Número total de visualizações de página

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Rir é o melhor remédio...








A meio da noite, um ladrão entra numa capoeira de onde rouba dois patos.

Conforme vai saindo de mansinho da capoeira, o dono da casa surge atrás dele e toca-lhe com a bengala na cabeça.

O ladrão assusta-se, vira-se devagarinho e depara com um sujeito baixinho, de fatinho, monóculo no olho direito e bengala.

O sujeito diz-lhe então:

- Ó bucéfalo anácroto! Não o interpelo pelo valor intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo acto vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando os meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se fazes isso por necessidade, transijo, mas se é para zombares da minha elevada prosopopeia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com a minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à quinquagésima potência do que vulgo denomina por nada!

E o ladrão, confuso, diz:

- Doutor... eu levo ou deixo os patos?