Número total de visualizações de página

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Sinagoga Yochanan Ben Zakai







Fotografia da jerusalem.com/photos/gallery




Após os éditos de expulsão em Espanha e Portugal, os judeus sefarditas encontraram numa primeira fase, refúgio em regiões como o norte de África e posteriormente mais a leste, no Império Otomano, onde foram recebidos com tolerância.

Devido a essa particularidade, pode-se encontrar no antigo bairro judeu de Jerusalém, que ficou sob o controle Otomano no início do século XVI até ao século XX (1917), um grupo inteiro de sinagogas sefarditas estabelecidas no século XVII. 





wikipedia.org



Destaco hoje para a sinagoga Yochanan Ben Zakai, situada na rua Mishmeret Kehuna (Cidade Velha), construída pelos judeus sefarditas, descendentes dos que foram expulsos da Península Ibérica.
Este templo serviu como um dos principais centros sefarditas do bairro. 





Fotografia da wikipedia.org




Fotografia do jornal haaretz.
(Mike Rogoff)




Em 1948, parte do edifício foi derrubado devido aos combates e posteriormente restaurado, mantendo a traça original.  
No passado, o rabino chefe sefardita era escolhido aqui, sendo que ainda hoje é a casa de oração da comunidade local sefardita.





Fontes: www.jewishvirtuallibrary.org
http://allaboutjerusalem.com
www.jewish-quarter.org.il