Número total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Yom HaShoah - 28 de Nissan/28 de Abril






Pintura de elia emilia




Ninguém nos molda novamente com terra e barro.

Ninguém discute a poeira.
Ninguém...



Paul Celan 






domingo, 27 de abril de 2014

A frase da semana







"As sociedades que não seguram a justiça, criam a desordem."




Lídia Jorge



Lista dos Sentenciados no Tribunal do Santo Ofício da Inquisição




Lista dos Sentenciados no Tribunal do Santo Ofício da Inquisição de Lisboa, Coimbra e Évora,  originários ou  moradores no antigo termo da  Covilhã  e  nos concelhos  limítrofes  de  Belmonte  e Manteigas.






Rosa Maria, x.n., de 19 anos, filha de Diogo Pereira, x.n. e Maria Mendes, x.n., casada com Bernardo Henriques ou Bernardo Henriques Casado, ferreiro, natural e moradora na Covilhã, neta paterna de Manuel da Silva, natural da província do Alentejo e de Maria Pereira, natural da Covilhã e materna de Fernando Rodrigues, almocreve e de Isabel Rodrigues, bisneta de  Simão Lopes e Ana Rodrigues, pais da avó paterna, trisneta de Manuel Lopes, x.v., barbeiro e de Mécia Pereira, pais da bisavô Simão Lopes; de João Rodrigues, natural do Sabugal e  Maria del Canho, natural de Ciudad Rodrigo, Castela, pais da bisavó Ana Rodrigues, tetraneta de Manuel Lopes e Brites Antunes, x.x.v.v., pais do trisavô Manuel Lopes e de Diogo Pereira, alfaiate e Leonor Mendes, x.x.n.n., pais da triisavó Mécia Pereira; e de Manuel Rodrigues e Branca Rodrigues, pais do trisavô João Rodrigues (O pai, a mãe e o marido são os referidos sob os nºs 996, 1012 e 958 desta lista), auto público de 20/10/1748.
Não se encontra número do processo.


Padre Jerónimo de Sousa Nogueira, comissário do stº ofício e prior da freguesia de Santa Marinha da Covilhã, de 16/2/1748 a 24/7/1749, por ter comunicação e amizade com pessoas xx.nn, o que se julgou lícito e se lhe escreveu; porém que se abstivesse daquelas familiaridades, que causava escândalo; absolvido
PT-TT-TSO/IL/28/341                                  


Ventura Ferreira da Silva, x.n., de 26 anos, ferrador, solteiro, natural do Fundão e morador na Baía no sítio de Santa Inês, filho de Pedro Lopes Álvares ou Pedro Lopes ou Pedro Lopes Cizeiro, tratante e de Catarina Henriques, neto paterno de Pedro Lopes Álvares e de Mécia Rodrigues, (Os irmãos são os referidos sob os nºs 1002, 1010, 1051, 1052, 1053 e 1064 desta lista), de 30/9/1746 a 16/11/1749.
PT-TT-TSO/IL/28/10615


Jerónima Maria da Cunha, x.n., de 46 anos, casada com João Nunes Viseu, mercador de panos, natural do Fundão e moradora em Castelo Branco, filha de Miguel da Cunha ou Miguel da Cunha Henriques, homem de negócio e de Isabel Henriques, neta paterna de Rodrigo da Cunha, mercador e Branca Mendes e materna de Gabriel Nunes e Isabel Henriques, naturais do Fundão, bisneta de Martinho Oliveira e de Juliana da Cunha, pais do avô paterno; trisneta de Brás de Oliveira, pai do bisavô Martinho; de Miguel Henriques Falcão e de Brites da Cunha, pais da bisavó Juliana,  tetraneta de Rodrigo da Cunha, pai da trisavó Brites da Cunha, penta neta de Pedro da Cunha e Brites do Mercado, pais do tetra avô Rodrigo e hexa neta de Luís do Mercado, cavaleiro fidalgo da Casa Real, pai da quinta avó Brites do Mercado, (O pai e a  mãe são os referidos  sob os nºs 476 e 480 desta lista), de 23/7/1749 a 17/11/1750.
PT-TT-TSO/IL/28/349


Isabel Henriques, x.n., de 24 anos, solteira, natural de Alpedrinha, moradora em Lisboa, filha de Domingos Lopes da Cruz, ferreiro e de Violante Henriques ou Violante Mendes, neta paterna de Domingos Lopes ou Domingos Lopes Fernandes, x.n., ferreiro, natural da Covilhã e de Brites Nunes, x.n., natural de Idanha-a-Nova e materna de Manuel Rodrigues Preto e de Leonor Mendes, naturais do Fundão, bisneta de Pedro Lopes , x.n., e de Isabel Lopes, x.n.,, pais do avô paterno; de Francisco Rodrigues, x.n., natural da Idanha-a-Nova e de Mécia Fernandes, x.n., natural de Monsanto, pais da avó paterna; de Pedro Rodrigues Preto, surrador, natural de Penamacor  e de Joana de Almeida, natural e moradores que foram no Fundão, pais do avô materno, trisneta de Rodrigo Mendes, natural e morador em Monsanto, pai da bisavó de Mécia Fernandes; de Manuel Rodrigues, o borrinhos de alcunha ?, natural de S. Vicente da Beira e Violante Mendes, natural do Fundão, pais do bisavô Pedro Rodrigues Preto; de Guiomar de Almeida, moradora em Penamacor, mãe da bisavó Joana de Almeida. (O pai, a mãe e a irmã são as referidas sob os nºs 790, 784 e 1027 desta lista), de 30/10/1747 a 30/9/1752.
Processo digitalizado PT-TT-TSO/IL/28/732


João Francisco Oróbio, x.n., de 37 anos, tratante, solteiro, natural da Covilhã e morador em Santa Ovaia, freguesia de Canas de Sabugosa, bispado de Viseu, filho de Mateus Oróbio Furtado ou Mateus Oróbio, mercador e de Catarina Navarro ou Catarina Navarra, natural de Fuente Beguna, Castela, neto paterno de João Francisco Oróbio e de Inês Gomes Furtado ou Inês Gomes, natural de Trancoso e materno de Manuel Lopes Álvares e de Inês Gomes, natural de Espanha, bisneto de Mateus Oróbio e de Maria Manuel Navarro, mãe da avó paterna e de João Álvares e Catarina Navarro, pais do avô materno e de Manuel Gomes e Ana Lopes, pais da avó materna, (A mãe e os irmãos germano e consanguíneo são os referidos sob os nºs 728, 786 e 789, desta lista, Já consta no nº 944 ) de 3/8/1745 a 29/7/1753.
Ver também processos PT-TT-TSO/IL/28/89 e PT-TT-TSO/IC/25/10202
PT-TT-TSO/IC/25/7196 e   PT-TT-TSO/IC/10/69/40


Inês Maria, x.n., de 24 anos, solteira, natural de Alpedrinha, moradora em Lisboa, filha de Domingos Lopes da Cruz, ferreiro e de Violante Henriques ou Violante Mendes, neta paterna de Domingos Lopes ou Domingos Lopes Fernandes, x.n., ferreiro, natural da Covilhã e de Brites Nunes, x.n., natural de Idanha-a-Nova e materna de Manuel Rodrigues Preto e de Leonor Mendes, naturais do Fundão, bisneta de Pedro Lopes , x.n., e de Isabel Lopes, x.n.,, pais do avô paterno; de Francisco Rodrigues, x.n., natural da Idanha-a-Nova e de Mécia Fernandes, x.n., natural de Monsanto, pais da avó paterna; de Pedro Rodrigues Preto, surrador, natural de Penamacor  e de Joana de Almeida, natural e moradores que foram no Fundão, pais do avô materno, trisneta de Rodrigo Mendes, natural e morador em Monsanto, pai da bisavó de Mécia Fernandes; de Manuel Rodrigues, o borrinhos de alcunha ?, natural de S. Vicente da Beira e Violante Mendes, natural do Fundão, pais do bisavô Pedro Rodrigues Preto; de Guiomar de Almeida, moradora em Penamacor, mãe da bisavó Joana de Almeida. (O pai, a mãe e a irmã são as referidas sob os nºs 790, 784 e 1027 desta lista), de 30/10/1747 a 30/9/1752.
PT-TT-TSO/IL/28/733                      


Francisca Nunes, x.n., de 32 anos, natural e moradora em Belmonte, filha de João Nunes Rios e de Isabel Rodrigues, natural de Belmonte, casada com Francisco de Matos, de 23/7/1749 a 22/11/1749.
Processo digitalizado PT-TT-TSO/IL/28/10625


Violante Luísa Rosa, x.n., de 24 anos, solteira, natural de Azambuja, moradora em Santarém, filha de Duarte Rodrigues da Costa e Maria Henriques, naturais do Fundão, neta materna de Francisco Henriques ou Francisco Henriques Ferreira, x.n., tratante  de panos, natural da Covilhã e de Joana Henriques, x.n., bisneta de Pedro Henriques Ferreira, mercador e de Catarina Rodrigues, x.n, naturais e moradores que foram na Covilhã, pais do avô materno e de Baltazar Henriques, x.n., médico e de Maria Ferreira, x.n., pais da avó materna, trisneta de Francisco Henriques Ferreira, x.n., curtidor e de Maria Ferreira, x.n., naturais da Covilhã, pais do bisavô Pedro Henriques Ferreira, x.n., e de António Lopes ou António Lopes Satão, x.n., mercador, natural do Fundão e de Ana Rodrigues Satoa, x.n., natural da Covilhã, onde moravam, pais da bisavó Catarina (A mãe é a referida sob o nº 458 desta lista), de 6/4/1741 a 1811/1749, sentença lida em auto de 16/11/1749.
PT-TT-TSO/IL/28/10632


Manuel Mendes da Cunha ou Manuel Mendes, x.n., de 23 anos, solteiro, sem ofício, natural e morador no Fundão, filho de Diogo Nunes da Cunha, mercador e de Maria Mendes dos Santos ou Maria Mendes, neto paterno de Diogo Nunes da Cunha ou Diogo Nunes e Marquesa Mendes (3º casamento) e materno de Manuel Rodrigues Preto e Isabel Mendes, bisneto de Pedro Rodrigues Preto ou Pedro Rodrigues, x.n., surrador, natural de Penamacor, morador no Fundão e Joana de Almeida, x.n., natural e moradora no Fundão, pais do avô materno; e de Fernando Rodrigues, x.n., lavrador, natural da Guarda e de Isabel Nunes, x.n., natural de Monsanto, moradores que foram no Fundão, (O pai é o referido sob o nº 957 desta lista), de 8/11/1749 a 9/11/1750.
PT-TT-TSO/IL/28/8894



Fonte: Os dados em itálico foram retirados do “site” ANTT – Arquivo Nacional da Torre do Tombo relativo aos processos do Tribunal da Inquisição.

Na cota dos processos, as indicações IL/28, IC/25 e IE/21 referem-se aos tribunais, respectivamente, de Lisboa, Coimbra e Évora.


Estatística baseada nesta lista dos sentenciados na Inquisição:



sexta-feira, 25 de abril de 2014

25 de Abril de 1974




Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo.


Sophia de Mello Breyner Andresen







"25 de Abril", da pintora Maria Helena 
Vieira da Silva.



Eventos (Abril - Maio)




Visitas guiadas - 15h00
De 23 a 29 de Abril, na Biblioteca Nacional
 de Portugal - Lisboa






Judaísmo no Feminino
Dia 12 de Maio na UCP

Entrada livre






quinta-feira, 24 de abril de 2014

Pintores portugueses




Natália Gromicho


Nascida em Lisboa, estudou pintura na escola do Centro de Artes e 
Comunicação Visual (Ar.Co), e na Faculdade de Belas Artes, da Universidade de Lisboa.







quarta-feira, 23 de abril de 2014

Ciclo de Conferências 2014







De 15 de Maio a 5 de Junho, às quintas-feiras, pelas 18h30 Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa


Programa: 


- 15 de Maio - A BÍBLIA DE CERVERA NO CONTEXTO DO LIVRO SEFARDITA MEDIEVAL - José Augusto Ramos (CH-UL/FL), Luís Urbano Afonso (ARTIS-IHA/FLUL), Tiago Moita (ARTIS-IHA/FLUL); 

- 22 de Maio - LIBROS EN LA DIÁSPORA. UNA BÍBLIA DE JOSUÉ IBN GAÓN DE SORIA EN LA CORTE DE JOÃO I - Javier del Barco (Instituto de Lenguas y Culturas del Mediterráneo/Consejo Superior de Investigaciones Científicas); 


- 29 de Maio - FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA HIPÓTESE SOBRE A CENTRALIDADE DO CABALISMO NA COSMOVISÃO DOS CRIPTOJUDEUS - Marcos Silva (Univ. Federal de Sergipe);






http://www.catedra-alberto-benveniste.org



(Enviado por Margarida Castro, a quem desde já agradeço).



segunda-feira, 21 de abril de 2014

Provérbio




“A hora mais escura é quando vai amanhecer”.



Provérbio sefardita




Aproveito para partilhar com todos os
 meus leitores, uma canção sefardita do século XII.

 "En la mar hay una torre"


Clip enviado por Gonçalo Vidal.






Parabéns ao SLB







Pelo 33º Campeonato
Nacional.

 2013/2014









domingo, 20 de abril de 2014

domingo, 13 de abril de 2014

Feliz Pessach







Pintura de Shoshannah Brombacher.




Pessach e o Anjo da Morte







Porque é esta noite tão importante ?


Detemos o curso do tempo nesta taça de vinho
e os nossos olhos brilham de novo com fulgor
a memória vive 
num movimento de futuro
porque aqui imaginamos a liberdade 
suspendemos o golpe mortal do anjo
sobre o nosso rosto
que assim se abre para a luz 

vem escravo 
sai e caminha comigo 
nesta noite
em que começamos a viver



Pedro Saborino



Via: headandneckdanieldesousa.blogspot.pt



sexta-feira, 11 de abril de 2014

Romance sefardita










Orações de cripto-judeus de Rebordelo ( II Parte )





Libro de Oraçoins
ao Alticimo Deos todo
Pedrozo



Diante de vos snr. venho
afrecervos este meu jejum
esta minha pinitencia esta
minha istelencia estes meus
loubores estas minhas oraçoins
mas aseitai o mal rezado
por bem rezado o mal feito por b
em feito o mal atento por
bem atento o mal aseite por bem
aseite p. a q vos sr me salveis
minha alma e nos libreis
de em nemigos e nos dai pas
e quietação enos afertunai
em todo enos avensoai em tudo
e nos vallei em tudo pella vo ça
emfenita mezericordia
em nome do sr. adonai amen.



Britude que Deos botou
Abrahão Abrahão a Iza
Iza a Jaco Jaco aseus
filhos botai sr sobre min
e a couzas minhas a boça hon
rra e vosa gloria e voso
santo sacrificio em nome
do sr adonai amen



Por mim loubem teus corobins
os anjos e os santos e os sara
fins bos loubem em gradeção
e pesão a bos sr por mim amen



Criaturas q sois obras do sr
a bensoai todas louvai ????
exaltai ao mesmo sr eterno



iternamente anjos do sr
loubaio os ceos loubaio ao sr.
agoas estais sobre os çeos loubai
todos ao sr e vos tão bem vir
tudes do mesmo sr loubaio todos
sol lua estrellas do ceo loubaio
chovoeiros empetuozos
ventos chamados esperitos de Deus
loubai todos ao sr. fogo calor
do esteio loubai ao sr orva
lho e giada e gello e frio Lou
vai ao sr regellos e neves enoi
tes e dias louvai ao sr. lus
e trevas nubens e relampagos
loubai ao sr aplauda
a terra ao sr. loubai sobre
exzalte por todos os seclos



Montes e serras e todas as hervas
e plantas loubai ao snr
fontes e rios e mares loubai
ao sr peixes grandes e pique
nos com tudo o que move
nas agoas e todas as aves
do ceo loubai ao sr feras dos
bosques e ratos do campo
filhos dos homens loubai
todos ao snaplaudar;Israel ao sr
louve sobre exzalte iternamente
sarcedotes lebitecos e servos
do sr. loubaio espiritos almas
justas santos e homildes do cora
ção loubai ao sr. Ananias
Azarias Micael aplaudi ao sr
loubaio e sobre exzaltaio



iternamente sr vos sois
vendito no firmamento
do ceo e louva vel e glorio
zo e sobre exzaltado por to
dos os seclos



Loubai a o sr o moradores
dos ceos loubaio nas alturas
loubaio todos os seus anjos
loubaio todas as suas birtu
des loubaio sol e lua estrellas
e lus louvaio todos loubai
ceos dos ceos e todas as agoas
que istão sobre os ceos loubem
o santo nome do sr. por q. elle
fallou e forão feitas estas criatu
ras ele mandou e forão criadas



ele as estavaleçeo par a du
rarem iternamente por
todos os seclos e pos lhe o percei
to enao sera perterido lou
vai ao sr. criaturas da terra
dragois e a bismos fogo gra
niço neve jiada ispiritos
eu ventos das tempestades que
exzecutão a sua palavra
e todas as colinas arvores fruti
feras e todos os cedros e feras
do bosques e todos os gados
domesticos e aves pena
reis da terra e todos os pobos
principes e todos os juizes da te
rra mancevos e mancevas
velhos e moços louvem
os santos nomes do sr.



por que so os seus nomes
he digno de ser exzaltados
o ceo e a terra asim o comfe
ção elle exzaltou o poder
do seu povo ele seja lou
vado por todos os seus s. tos 
pellos filhos de Israel louve
m o sesantou;santosanto;;nome no co
ro e o acompanhem mesti
camente os seus louvores
com tambor e pesalterio
porque o sr. se agradou
do seu pobo o exzaltara
e o salvara os santos na glo
ria saltarão de prazer e alegria
nos seus a pozentos terão



a maior alegria os loubo
res de Deos istarão sempre
nas suas vocas e terão
nas suas maos huas espadas
de dois fios para se vingar
em das naçoins emnemig
as para ligarem os seus
reis e os seus nobres com ca
deias e grilhois de ferro para
exzecutarem o juizo e eu sen
tença contra eles escrita
este he o gloriozo poder conce
dido por Deos a todos os seuos
santos loubai ao sr nos se
us santos loubai no firma
mento da sua virtude lou
vaio nas suas virtudes



Loubaio segundo a multi
dão da sua grandeza lou
vai o em grandeceio ao so
m da tronveta louvaio
com pesalterio e sitarra
louvaio com timpano
e coro de muzica louvaio
com istrumentos de cordão
e horgão louvaio com
timvalles harmonicos ou
vaio com timvales de som
alegre todo o espirito
eu tudo o que vive e resp. to
loubai o sr em nome
do sr adonai amen.



www.rebordelo.net





quinta-feira, 10 de abril de 2014

Judeus em Marrocos




Conjunto de fotografias tiradas a judeus marroquinos, algumas obtidas muito possivelmente durante a primeira metade do século XX.
Um património cultural que há muito deixou de existir naquele país do norte de África.






Velho judeu rezando.




Judeus da região sul de Marrocos (Gourrama).




Jogadores de damas e carpinteiro.




Mulher de Marraquexe.




 Comerciante de lã.




Sapateiro e mulher judia de Fez.




Escola na Mellah de Casablanca.




Músicos.




Interior de uma sinagoga de Tânger.




Sinagoga em Danan.




Bairro judeu de  Tetuan.




Fotos retiradas de www.judaisme-marocain.org




Colocar na agenda




Córdova 2014







terça-feira, 8 de abril de 2014

A frase da semana







"Tenho apenas uma queixa contra Moisés, pois ele nos conduziu durante 40 anos pelo deserto e nos trouxe para um dos raros lugares do Médio Oriente onde não há petróleo".




Golda Meir




"Despedida adiada", cartoon de Henrique Monteiro







segunda-feira, 7 de abril de 2014

Orações de cripto-judeus de Rebordelo ( I Parte )




Numa época de clandestinidade e medo, os velhos costumes
 hebraicos teimavam em persistir.





Libro de Oraçoins
ao Alticimo Deos todo
Pedrozo



Para empessar a rezar
pella manhão quando se jejua
diante de vos Snr. venho.


Eu zeza nonja por falta
de pão nem de nada minhas
carnes a imfraquecer meu
sangue escristo no ceo eu
esperando pela vossa divina
vensa adonai amen.


Meu Deos me dai aucillio
p. a bos fazer este dia de perces
em nome do sr adonai amem


Ofrecimento p. a o meio dia
eu;p.a; a: noitinha;com; solsalvo;santo; bendito;seja
o teus santos nomes snr no ceo
e na terra sois estrella penetra-
nte janela da corte selestial
o piadozo snr emparo da
minha vida paraizo da ma 
alma por quem chamas
duas mil vezes minhas oraçois
ofrecendo não como devo senão
co ? pollo digno sr. este meu jejum
esta minha pinitencia seja
posta e apresentada no tribunal
debino do sr. o mal feito por bem
feito o mal rezado por bem rezado
o mal atento por bem atento mal aseite
por bem aseite.


Aseita sr. esta minha penite
ncia como aseitaste o sacraficio
de Abrahão para por elmea;: dares
perdão os meus pecados salvação
a minha alma por esta penite
ncia que nos faremos por esta
mesma nos ajunte o sr. no lug
ar dos seus escolhidos para nos dar
pas e quietaçãs e he fertuna da sua
bendita mão com que nunca
nos esqueçamos do teus santos
e benditos nomes adonai amem.


Para empeçar a rezar a tarde


Diante de bos sr venho a empesar
a rezar meu Deos me dai aucillio
para bos louvar em grandecer
em nome do sr adonai amem.



Via: www.rebordelo.net/cripto-judaismo