Número total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Vestígios e memórias do passado



Inscrição Hebraica



Em 1967, devido a obras realizadas numa das habitações da Rua Nova (antiga judiaria de Gouveia), foi encontrada uma pedra em granito pertencente à antiga sinagoga da localidade.
Nessa pedra está gravado o seguinte:




“A glória desta casa última será maior do que a antiga / disse o Senhor dos Exércitos;
terminada foi a nossa santa e gloriosa casa neste ano:
e os resgatados do Senhor voltarão a Sião com alegria.”


Museu de Arte Sacra – Gouveia – Portugal


A uma distância relativamente próxima desta cidade, localizada em plena Serra da Estrela (fundada como município no ano de 1186), e aproveitando o início de mais um mês ligado às férias dos portugueses, chamo aqui a vossa particular atenção para a oportunidade de se visitar outros locais de interesse histórico, marcados por uma forte presença judaica desde a Idade Média.

É o caso das judiarias da Covilhã, Belmonte, Celorico da Beira,  Guarda e Viseu.




"Oh homem, atira para a frente..."



Durante a "Grande Guerra Patriótica", os soldados russos lutam ferozmente nas suas trincheiras contra o inimigo alemão. De pé, com a espingarda sempre em actividade, procuram um alvo no campo inimigo que está a uma curta distância, em frente deles.

O sargento passeia-se satisfeito com o patriotismo e a lealdade dos seus subordinados, até que de repente descobre que Shlomo, o único soldado judeu do batalhão, aponta a espingarda para cima e dirige para lá as balas.
– Imbecil, Cretino – grita-lhe o sargento – tens de atirar em frente.
– Como em frente camarada sargento? Não vê que em frente há homens?




terça-feira, 30 de agosto de 2011

Lista de apelidos judeus sefarditas


Judeus sefaraditas da Espanha, Esses Judeus Sefarditas constituíram uma das mais importantes comunidades judaicas uma grande parte desses judeus juntamente com alguns mouros árabes ajudaram a colonizar o Brasil.


Los apellidos que pueden consultarse en los siguientes enlaces han sido publicados por el periodista y escritor Pere Bonnín en su libro “Sangre judía. Españoles de ascendencia hebrea y antisemitismo cristiano” (Flor de Viento Ediciones. Barcelona, 1ª edición 1998).
Estos apellidos están sacados de las listas de penitenciados por el Santo Oficio, de los censos de las juderías y de otras fuentes que indican claramente que la persona portadora del apellido es judía o judeo-conversa. Por consiguiente, todos estos apellidos son suspectos de ascendencia judía, aunque sus titulares no tengan conciencia de ello. La inclusión de un apellido en estas listas no implica, necesariamente, que ese apellido sea de origen judío.


A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z


[early2.jpg]
A frase da semana






"Um dia nada será de ninguém, pois todos acharão, por criadores, que têm tudo."




Agostinho da Silva


Destaque literário






Curiosidade








Corria o ano de 1645, e Portugal já tinha entrado em guerra contra os "hereges" holandeses, numa acesa disputa de reconquistar territórios tomados pela Holanda em África, na Ásia, mas sobretudo em terras brasileiras. Após nove anos de conflito, os portugueses ganharam, e no que respeita ao Brasil, a situação dos judeus passou a ser novamente complicada. Em 1654, todos os judeus foram expulsos do território. Muitos cristãos-novos suspeitos de judaizarem foram deportados para Lisboa, julgados pelo Tribunal do Santo Ofício e executados. Seiscentos judeus voltaram para a Holanda e vinte e três deles foram para Nova Amesterdão, futura (Nova Iorque), enquanto outros seguiram rumo até Curaçao.

No Brasil, os cristãos-novos que ficaram (a grande maioria), voltaram a submergir na dor da clandestinidade e no constante receio de ser denunciados, detidos, e enviados para as masmorras em Portugal.




Libertem Gilad Shalit !!!



✡ LIBERTEM GILAD SHALIT ✡



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A frase da semana




Portrait of Maimonides



"Um homem não deveria nunca parar de aprender, nem no seu último dia."




 Moshe ben Maimónides



Poemas em Ladino




Star of David

La Memoria

Una mano de hesito espando a la memoria
atando en ella siete caballos feridos
saltando entre luz y tiniebla,
El tiempo
es una eluenga cortada,
enfrente de mi
se debate y desparece.
La memoria se espande,
deviene velas palpando,
yo me encolgo en ellas
entregandome a la direccion
del corriente foturo.
Supito
las linias del aver se vaciaron del oxigeno.
Mi puerpo viene acudir,
va teshendo una resha
por mantener a la memoria
en el momento de la caida.


Margalit Matitiahu 



Star of David



Konosi Una Ermosa

 

Era de edad de diziocho a los vente,
Una kara linda, kon mirada inosente
Una avla kalma su sonrisa diferente,
Kon kaminada de pasharo, boz no se siente.
Kaveyos sedozos fin la taya estirados
Eran kon una brosh  i kon flores dekorados.
Me bazava a la kozas ke mi ojo viya,
En su enterior komo era?yo no saviya.
Deseava ver sus ermosuras envisibles
Konoser sus sentimientos si eran sansibles.
La modestiya vera esta en la konsensya,
Si tiene desdenyo d'el prove,d'el manko de sensya
Si su korason ve al k'esta en desolasyon
Si les da una mano yena de konsolasyon.
En vista amare kon mi alma su luzyura,
L'adorare kon sus aktos i su ermosura.


Haim Vitali Sadacca

 

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

O fim de Muammar Kadafi






O Adufe, um instrumento típico da Beira Baixa









“Informação literária e iconográfica testemunha que o “tambor quadrado”(Adufe), consiste num pedaço de pele curtida esticado sobre uma moldura quadrada, era um instrumento bastante popular entre mulheres trovadoras das comunidades judaicas e islâmicas da Península Ibérica medieval. Devido ao facto do instrumento ser associado às mulheres e às culturas semitas “infiéis”, a sua representação em bíblias e portais de catedrais ibéricas dos séculos XII e XIII era, dependendo do contexto, invariavelmente associada ao judaísmo, ao “Outro” pagão ou ao simbolismo messiânico. A representação do instrumento na iconografia cristã medieval é produto de uma prática artística anterior de modernizar e secularizar os instrumentos musicais mencionados nas escrituras. Uma vez que o adufe era tocado por mulheres e judeus resolveu-se o problema de representar um tambor descrito na Torá, um instrumento tocado maioritariamente por mulheres chamado tof (traduzido na Vulgata como tympanum). Assim, em manuscritos como a Bíblia de Pamplona, ele é representado na adoração do bezerro dourado e na “fornicação” das mulheres moabitas, enquanto o portal da catedral de Burgos o mostra nas mãos de um dos profetas do Antigo Testamento.”




Fonte: “The square drum as a Semitic and messianic symbol in medieval Spanish iconography”, de Mauricio Molina, City University of New York. Trabalho apresentado na conferência “Music in Art: Iconography as a Source for Music History”.




domingo, 21 de agosto de 2011

Efeméride



(21 de Agosto de 1938)

A Itália fascista proíbe professores judeus de ensinarem nas escolas públicas do país. 





sexta-feira, 19 de agosto de 2011

"O Dono do Mundo", cartoon de Henrique Monteiro







Curiosidade



 
 
 
 
No passado dia 9 de Agosto/9 do mês judaico de Av, os judeus de todo mundo viveram esta data como um dia ligado ao luto e à reflexão, devido aos trágicos acontecimentos históricos que envolveram o povo de Israel.
Há um curioso episódio que envolve o imperador francês Napoleão Bonaparte referente a este dia:

A 9 de Av, Napoleão passeava tranquilamente, quando passou em frente a uma sinagoga, e perguntou por que os judeus estavam se lamentando? E lhe foi dito que estes lamentavam a destruição do Templo. Quando é que o Templo foi destruído? - Perguntou Napoleão. Há 1.800 anos, foi a resposta. Faço meus votos de que este povo tenha como destino a sua própria pátria, pois nunca se viu outro povo manter vivo um luto e esperança similares por tantos anos.